Especialista em tratamentos do sistema urinário de homens e mulheres e do sistema reprodutor masculino.

Urologista - Especialidade Penis

Pênis

Impotência sexual

A impotência sexual masculina, ou disfunção erétil, é a incapacidade do homem para iniciar ou manter uma ereção tempo suficiente para obter uma atividade sexual satisfatória. Afeta até 5 em cada 10 homens e pode ser causada por fatores psicológicos, como estresse e ansiedade, por doenças crônicas, como diabetes, doenças cardiovasculares, por alterações neurológicas ou outros, como tabagismo. Há diferentes formas de tratamentos, com grande eficácia, mas sempre associados à mudança de hábitos e controle dos fatores causais.

Ejaculação precoce

A ejaculação precoce ocorre quando um homem tem um orgasmo mais cedo do que o esperado durante a relação sexual. Se isso acontecer uma ou outra vez, não há motivo para preocupação. Mas se esse for um problema recorrente, é importante procurar um médico e iniciar um tratamento.

Curvatura peniana (Peyronie)

A doença de Peyronie apresenta-se pelo desenvolvimento de uma placa de fibrose (intensas inflamação e cicatrização), em qualquer local do pênis. Esta pode gerar uma curvatura peniana e dor durante a ereção. O sucesso no tratamento é dependente do início deste, que deve ser o mais precoce possível, devido ao avanço gradativo do Peyronie, com piora da curvatura e da ereção. Acomete até 16% dos homens, sobretudo entre os 40 e 70 anos de idade.

Curvatura peniana congênita

Pacientes com tal disfunção são normalmente saudáveis e procuram o urologista com queixa de tortuosidade peniana, de graus variados, prejudicando a penetração e relação sexuais. Geralmente não há dor, não há placas endurecidas no pênis e não há relação com traumas locais. O tratamento é definido de acordo com o grau da tortuosidade e da intensidade das queixas.

Fimose – adultos e crianças

Fimose é o excesso de pele (prepúcio) que pode cobrir parcialmente ou totalmente a cabeça do pênis (glande), gerando infecções locais, contaminação e dificultando ereções penianas adequadas.

HPV e outras DSTs

HPV (papiloma vírus humano) é uma doença sexualmente transmissível (DST), conhecida também como verruga genital, podendo acometer homens e mulheres, geralmente jovens. No homem, acomete mais comumente a cabeça do pênis (glande) e a região do ânus. Na mulher o risco é maior devido ao alto potencial de malignidade e da localização interna. Tanto o homem quanto a mulher podem estar infectados pelo vírus sem apresentar sintomas. Herpes genital é outra doença sexualmente transmissível (DST) frequente, transmitida por vírus e que acomete a região genital.

Atendimento: 

Mooca – (11) 2613-3708
WhatsApp – 98820-9321

E-mail: 

contato@felipebertagnon.com.br

Consultórios:

Mooca – Rua do Oratório, 1606 – Sala 505
São Paulo/SP

 

Principais Hospitais:

Hospital Samaritano
Hospital Santa Catarina
Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Hospital IBCC
Hospital São Luiz Anália Franco e outros.

Urologista - Especialidade Rins

Rins

Cálculos Renais

O cálculo renal é uma massa sólida formada por pequenos cristais, que podem ser encontrados tanto nos rins quanto em qualquer outro órgão do trato urinário. O cálculo renal é conhecido popularmente como pedra no rim. Seu tratamento é essencial para manter a integridade renal e seu bom funcionamento.

Tumores Renais

O tipo mais comum deste câncer é o carcinoma de células renais, que representa aproximadamente 90% dos casos, com diferentes graus de agressividade. Seu tratamento pode ser bastante variável e o mais importante é o diagnóstico precoce. Uma simples ultrassonografia de vias urinárias pode evidenciar tal lesão.

Urologista - Especialidade Próstata

Próstata

Câncer de próstata

É o câncer mais comum em homens. A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Geralmente só há sintomas nos casos avançados e pode ter componente hereditário. A prevenção e o acompanhamento urológico anual à partir dos 40-45 anos de idade é essencial para o sucesso no diagnóstico e tratamento corretos.

Hiperplasia prostática benigna (HPB)

A HPB é uma das doenças mais comuns do homem à partir dos 50 anos. Com 60 anos de idade, 50% dos homens apresentarão algum grau de hiperplasia (aumento) da próstata; aos 85 anos, esse número sobe para 90%. Mas somente metade dos indivíduos que têm tal diagnóstico terão sintomas decorrentes da hiperplasia (a dificuldade em iniciar micção, jato fraco, jato intermitente, acordar à noite para urinar etc).

Check-up

O check-up anual deve fazer parte do cotidiano masculino. O que se observa, contudo, é que a maioria dos homens só vai ao médico quanto há algum sintoma. Através do acompanhamento clínico, o urologista também pode ajudar o homem a identificar outros tipos de problemas, como hipertensão arterial, diabetes ou colesterol elevado e encaminhá-los a especialistas. Esse acompanhamento clínico (check-up) deve ser realizado em qualquer faixa etária e não apenas nos idosos, já que em cada uma delas, há necessidades específicas. O check-up ajuda a prevenir vários tipos de problemas. Descobrir uma doença no início, a probabilidade de tratamento efetivo e cura é muito maior.

Urologista - Especialidade Bexiga

Bexiga

Câncer de bexiga

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é de quase dez mil novos casos da doença apareçam todos os anos no Brasil. Seu sintoma mais comum é sangue na urina, sem causar dor, que deve ser investigado. As causas do câncer na bexiga nem sempre são claras, mas o tabagismo está fortemente relacionado ao seu desenvolvimento.

Incontinência urinária masculina e feminina

A incontinência urinária – perda involuntária de urina – é um problema comum e muitas vezes constrangedor. Acomete tanto homens quanto mulheres, sendo mais frequente nestas (25% das mulheres entre 45-60 anos). A gravidade é variável e os sintomas mais frequentes são: urgência para urinar, acordar à noite para urinar, aumento da frequência miccional, perder urina ao fazer esforços (tossir ou espirrar).

Infecções urinárias

A Infecção do Trato Urinário (ITU) é um quadro infeccioso que pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário, como rins, bexiga, uretra, ureteres e também se incluem próstata, vesículas seminais e epididimos. Esse tipo de infecção é mais comum na porção inferior do trato urinário (chamada “cistite”). Doença muito comum entre as mulheres, sendo muitas vezes recorrente e difícil controle, já que os fatores causais podem ser múltiplos.

Reposição Hormonal

“Andropausa” (DAEM – Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino)

Esta síndrome que acomete a saúde masculina é um tipo de hipogonadismo (diminuição do hormônio masculino). Normalmente produzido pelos testículos, a testosterona pode diminuir acentuadamente e acarretar sintomas como desamino, alteração do sono e do humor, diminuição da força muscular, caracterizando a doença.

Urologista - Especialidade Suprarenal

Supra – Renais

As glândulas adrenais (supra-renais) localizam-se sobre os rins e suas principais funções são a liberação de diversos hormônios. Lesões adrenais pode ser malignas e benignas, podendo ou não gerar mudanças hormonais. Tumores adrenais sempre precisam ser investigados. O tratamento é variável, mas sempre dependente da lesão ser funcional ou não, ou seja, hiperprodutora de hormônio ou não.

Urologista - Especialidade Testículos

Testículos

Câncer de testículos

O tumor de testículo é facilmente tratado e curável quando detectado precocemente e apresenta baixo índice de mortalidade nesta situação. Apesar de raro, preocupa porque a maior incidência é em homens em idade produtiva – entre 15 e 35 anos. Nessa fase, há chance de ser confundido, ou até mesmo mascarado, por orquiepididimites (inflamação dos testículos e dos epidídimos), hérnias ou hidroceles, por isso precisam ser investigadas corretamente.

Varicocele

Varicocele é a dilatação anormal das veias presentes dentro do escroto (ou bolsa testicular). Essa condição também é conhecida como varizes do testículo, podendo gerar alterações na qualidade dos espermatozoides, queixas estéticas, alteração do tamanho testicular acometido e desconforto local.

Hidrocele

É o acúmulo de líquido ao redor do testículo, que pode ser tanto unilateral quanto bilateral. A hidrocele pode ser congênita ou adquirida e é mais comum em bebês e em adultos acima dos 45 anos de idade.

Vasectomia

É um método anticoncepcional permanente muito efetivo. Um procedimento seguro e simples para os homens que procuram a esterilização. A vasectomia não interfere nos níveis hormonais, não afetam a função sexual e não tem interferência na ereção ou na libido.

Reversão de vasectomia

A reversão de vasectomia ou reanastomose dos deferentes é a cirurgia para a recanalização dos dutos seccionados após a vasectomia. A gestação é obtida em 75% dos casos revertidos em até 3 anos da vasectomia. Tal efetividade diminui caso a vasectomia tenha sido feita a mais tempo.

Testículos fora da bolsa (Criptorquidia)

Na formação dos órgãos genitais, nos últimos meses de gestação, os testículos migram para o escroto ou bolsa testicular. Quando não descem adequadamente e permanecem parados no trajeto devido a causas congênitas, hérnias ou outras anomalias tal testículo recebe o nome de criptorquídico. Até 1 ano de idade, os testículos podem migrar espontaneamente para a bolsa, mas o ideal é realizar um procedimento até 6 a 9 meses de idade da criança para a correção da localização. Os principais objetivos com o tratamento são evitar deficiências testiculares na fertilidade, produção dos hormônios masculinos e formação.

Infertilidade masculina

Define-se como a ausência de gravidez após 12 meses de relações sexuais regulares sem uso de método anticoncepcional. Este limite de tempo é importante pois, após 1 ano sem conseguir engravidar, o casal deve procurar assistência médica para uma avaliação adequada. A infertilidade não é um problema raro e atinge cerca de que 15% dos casais, tendo diferentes causas, muitas leves tratáveis.

Epididimite

Epididimite é a inflamação do epidídimo, estrutura localizada ao lado do testículo. Local no qual ocorre a maturação dos espermatozóides. É bastante comum epididimites que provém de algum processo infeccioso da uretra, bexiga e próstata ou traumatismos nesta região (escrotal).

Nota

“As informações encontradas no site estão de acordo com padrões vigentes à época da publicação. Mas as constantes mudanças na Medicina, resultantes das pesquisas clínicas, as diferentes opiniões entre especialistas, e os aspectos peculiares de situações individuais, implicam na necessidade por parte do leitor, de exercer seu melhor julgamento ao tomar decisões. Em particular, o leitor é solicitado a discutir a informação obtida neste site com um profissional da saúde, sendo que este site de informação não pode e nem deve substituir uma consulta médica.”.

Cuide-se!

Um check-up anual é muito importante para garantir uma boa saúde, prevenir doenças ou iniciar um tratamento o mais rápido possível.

Saiba mais